Argentina anuncia saída da Unasul

O governo da Argentina, comando por Maurício Macri, oficializou nesta sexta-feira (12 de abril), que o país sul-americano está se retirando da União das Nações do Sul (Unasul), criado em 2004 e idealizado pelo governo Lula e Hugo Chávez.

A Argentina é o quinto país – Colômbia, Equador, Paraguai e Peru – a abandonar o bloco econômico e a justificativa da saída dos hermanos é pela crise de que o organismo atravessa e de seu “alto conteúdo ideológico”, segundo o Globo.

A crise da Unasul aumentou a partir de 2017, quando não houve um consenso para eleger um novo secretário-geral, ao fim do mandato no cargo do ex-presidente colombiano Ernesto Samper.

Em março de 2019, o Equador anunciou sua saída do fórum e pediu a devolução do edifício ao governo nacional, onde fica a seda da Unasul. O Parlamento da Unasul, sediado na Bolívia, nunca chegou a eleger representantes.

A participação da Argentina no Unasul estava suspensa desde o ano passado.

A decisão do governo do presidente Macri se dá após 8 dos 12 países da América do Sul assinarem em 22 de março a Declaração de Santiago que deu origem ao Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosul) – uma iniciativa liderada pelo Chile e Colômbia, que contou com a adesão de Brasil, Argentina, Equador, Paraguai, Peru e Guiana.

Fonte: O Globo (12 de abril de 2019)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s