Leitura: Os intocáveis

Um intenso relato de Tom O’Neill sobre os intocáveis na Índia.

Os intocáveis: a mais baixa das castas indianas desafia o preconceito.

Tom  O’Neill

Os pecados de Girdharilal Maurya são muitos, garantem seus atacantes. Ele tem carma ruim. Por que nasceria intocável, como seus ancestrais, senão para pagar por suas vidas passadas?

Veja só: ele trabalha com couro, e a lei hindu diz que trabalhar com pele de animais torna -o impuro, alguém que se deve evitar e ultrajar.

E sua prosperidade não fica bem, é pecado. Quem esse pária pensa que é, comprando um pequeno terreno na periferia da aldeia? Ainda por cima, atreveu -se a pedir à polícia e a outras autoridades licença para usar o novo poço da aldeia. Recebeu o que os intocáveis merecem.

Uma noite, quando Maurya estava em uma cidade próxima, oito homens de uma casta superior, os rajputes, entraram em seu terreno. Quebraram as cercas, roubaram o trator, espancaram sua mulher e sua filha e queimaram a casa. A mensagem era clara: mantenha -se embaixo, onde é seu lugar.

Nascer hindu na Índia é entrar para o sistema de castas, uma das mais antigas formas de estratificação ainda em vigor. Arraigado na cultura indiana há 1,5 mil anos, o sistema segue um preceito básico: todos são criados desiguais. A hierarquização da sociedade hindu originou -se de uma lenda na qual os quatro principais grupos, ou varnas, emergem de um ser primordial. Da boca, vêm os brâmanes – sacerdotes e mestres. Dos braços, os xátrias – governantes e soldados. Das coxas, os vaixás – mercadores e negociantes – e, dos pés, os sudras – trabalhadores braçais. Cada varna, por sua vez, abrange centenas de castas e subcastas hereditárias, cada qual com hierarquia própria.

Um quinto grupo consiste nas pessoas que são achuta, ou intocáveis. Não vieram do ser primordial. Eles são os excluídos – pessoas demasiado impuras para classificar -se

Os intocáveis são evitados, insultados, proibidos de frequentar templos e casas de castas superiores, obrigados a comer e beber em utensílios separados em lugares públicos e, em casos extremos, mas não incomuns, são estuprados, queimados, linchados e baleados.

O antigo sistema de crença que criou os intocáveis prepondera sobre a lei moderna. Embora a Constituição da Índia proíba a discriminação de casta e especificamente tenha abolido a condição de intocável, o hinduísmo, religião de 80% da população da Índia, governa a vida diária com suas hierarquias e seus rígidos códigos sociais. Um pai ou uma mãe intocável gera filhos intocáveis, marcados como impuros desde que começam a respirar.

Os intocáveis executam o “trabalho sujo” da sociedade – atividade que requer contato físico com sangue e excrementos humanos. Os intocáveis cremam os mortos, limpam latrinas, cortam cordões umbilicais,  removem animais mortos da rua, curtem couro, varrem sarjeta. Esses trabalhos, e a condição de intocável, são transmitidos aos descendentes. Mesmo os numerosos intocáveis que exercem serviços “limpos”, principalmente trabalhos agrícolas mal remunerados em terras de grandes proprietários, são considerados impuros.

Em uma sociedade livre só na aparência, os intocáveis estão atrelados à base de um sistema incapaz de funcionar sem discriminação.

Abaixo dos doms existem ainda outras castas, os inferiores dos inferiores. Conhecidos como bhangis, pakhis ou sikkaliars, dependendo da região, eles são os “lixeiros manuais”. Em aldeias e cidades, esses homens transportam fezes que removem de latrinas públicas, limpam a fossa sanitária das casas e varrem dejetos de animais nas ruas. Sanitários sem descarga são proibidos na maioria dos estados, mas não se impõe o cumprimento dessa lei, e os municípios não escondem que contratam garis, principalmente mulheres, para esvaziar essas latrinas, em geral por menos de 1 dólar ao dia. Nem mesmo outros intocáveis aceitam algo de comer ou de beber de um lixeiro manual.


O’NEILL, Tom. Os intocáveis: a mais baixa das castas indianas desafia o preconceito. National Geographic Brasil, jun. 2003. Disponível em: http://viajeaqui.abril.com.br/materias/india -intocaveis Acesso em: nov. 2012. (Adaptado.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s