Nexit: o caso do Brexit holandês

Seguindo a onda do Brexit, surge o Nexit que promove discutir a saída da Holanda da União Europeia através de um referendo popular;

NEXIT

O termo Nexit significa a junção das palavras Netherlands (Holanda) + exit (saída).

nexit
Bandeira do Nexit com a mensagem: Holanda sai da União Europeia

Com a vitória do Brexit no Reino Unido, surgiram outros movimentos nacionalistas com o mesmo objetivo do Brexit: pressionar os governos para que seus países saiam da União Europeia.

A justificativa do Nexit é o mesmo do Brexit – isto é, o descontentamento da população europeia com a crise do Euro em 2011 e o aumento de imigrantes e refugiados concomitantemente com aumento de ataques terroristas.

Este movimento holandês tinha como o porta-voz o Geert Wilders, líder do Partido da Liberdade (PVV) da Holanda (da extrema-direita).

geertwildersholandaefe
Geert Wilders, líder da extrema direita holandesa, votando no colégio de Haia. Foto: EFE, Uol.

Geert Wilders prometeu em sua campanha presidencial de 2017 que se eleito convocaria um referendo para saída do país da União Europeia e ainda chegou a afirmar polemicamente que :

“Se eu [Wilders] vencer, haverá o referendo (contra a UE), porque demos nosso dinheiro aos países estrangeiros. Vamos recuperar a Holanda para os holandeses” (fonte).

 

No discurso de Wilders é possível identificar um tom nacionalista (do estilo Donald Trump com “Make America Great Again”) e também islamofóbico (e xenófobo), quando disse “O islã e a liberdade não são compatíveis” e ao defender que irá também fechar a imigração e ‘proibir o islã” (fonte).

Resultado das eleições holandesas

Com a derrota de Geert Wilders na urna para Mark Rutte (candidato liberal), o sonho do Nexit foi atrasado. Embora, o Partido da Liberdade tenha conseguido 20 cadeiras (de um total de 76). O resultado das eleições trouxe para o governo holandês (e para a União Europeia) uma tranquilidade sobre as políticas populistas e xenófobas defendidos por Wilders e pela extrema-direita que avança sobre o velho continente. Contudo, para o governo holandês eleito continuar no poder de forma tranquila será necessário buscar apoio e acordos com as oposições eleitas (inclusive com o Partido da Liberdade) para que o governo mantenha-se no poder.

O caso holandês não é isolado, e em outros países europeus os movimentos nacionalistas como o Brexit e o Nexit vem ganhando mais presença e o futuro da União Europeia tornará-se cada vez mais incerto e ameaçado.

Situação dos partidos nacionalistas na Europa
Infográfico da apostila Atualidades do Guia do Estudante – 1º semestre de 2017

Leia: Frexit, Nexit e Grexit: a “sopa de letrinhas” que pode abalar os mercados nos próximos meses

Leia: Brexit e o futuro incerto na União Europeia

Leia: União Europeia 


 

2 comentários em “Nexit: o caso do Brexit holandês”

  1. Eu não sabia deste caso. É bem curioso como forma-se um efeito cascata. E eu fiquei muito intrigada sobre o assunto. Fui pesquisa e descobri que está sendo feito um filme sobre o Brexit que estreia no próximo mês. Que ótimo tema para se fazer um filme, ainda mais com essa megaprodução. O assunto nem foi encerrado e já tem uma megaprodução surgindo para tentarmos entender melhor o que se passa. Desde que vi o elenco do filme, já imaginei que seria uma grande produção, já que tem a participação de grandes atores. Estou aguardando a estreia porque adorofilmes políticos . É um tema interessante e que aborda e afeta a vida de todos, além de parecer ser um drama excelente e que nos prende do início ao fim.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s