Ranking das Universidades da América Latina 2017

Ranking das Universidades da América Latina em 2017. A pesquisa é da Times Higher Education (THE). As universidades do Estado de São Paulo se destacaram no ranking.

Nesta quinta-feira (20 de julho) a Times Higher Education (THE), que é uma consultoria britânica de educação superior, divulgou um ranking com as melhores universidades da América Latina em 2017. Este ranking foi criado em 2016 e este ano é a classificação.

O ranking é baseado em indicadores de cinco categorias: ensino, pesquisa, citações de artigo científico, perfil internacional e transferência de tecnologia.

Diferente do ano passado, a Unicamp (1º) conseguiu superar a USP (2º) e lidera na América Latina em 2017. Veja abaixo a diferença da pontuação entre as duas universidades.

Ranking 2017_Times Higher Education (THE)_ USP x Unicamp.png
 A pontuação das duas universidades foi praticamente igual, tendo pequena diferença em dois indicadores que favoreceu a Unicamp: citação de artigos científicos e transferência de tecnologia.
Veja a lista dos 10º colocados da América Latina:
Ranking 2017_Times Higher Education (THE)_ lista américa latina.png

Na matéria da Folha é possível ver o ranking com as 50 melhores universidades, veja aqui. 

 As universidades do Estado de São Paulo se destacaram no ranking. A Unifesp aparece na sétima posição, formando com a Unicamp e USP, o trio das três melhores universidades  de São Paulo e no Brasil. Outro ponto é que a Unesp , a terceira universidade estadual,  está em 12º (perdeu 1 posição em relação a 2016). A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) aparece em 18º.

Sobre o desempenho das universidades brasileiras, tem-se 32 instituições brasileiras, de um total de 81 que compõem o ranking. Entre as 50 melhores universidades latino-americanas, 18 são brasileiras neste ano.

Em comparação ao ano passado, o ranking mostra que as universidades brasileiras perderam posições na classificação, sendo que em 2016 totalizava 23 universidades brasileiras (contra 18 este ano) –  20 universidades brasileiras caíram de posição.

Por um lado, a queda do desempenho das universidades brasileiras tem relação com a precarização e cortes na educação que afetam a qualidade das universidades públicas. A tendência é que este número caia, uma vez que, não há sinal de melhorias na situação das universidades públicas. Por exemplo, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ),  que decretou falência em janeiro de 2017, perdeu quatro posições no ranking de 2016 e  aparece em 24º.

Por outro lado, as universidades do Chile, Colômbia e da Argentina melhoraram sua classificação no ranking. No ranking das 50 universidades, o Chile tem 15 universidades este ano (contra 11 em 2016), a Colômbia tem 5 neste ano e a Argentina tem 1 (Universidade Nacional de Córdoba).

Fonte:

JORNAL DA USP. USP fica em 2º lugar em ranking de universidades da América Latina. 20 de julho de 2017. Disponível em: http://jornal.usp.br/universidade/usp-fica-em-2-lugar-em-ranking-de-universidades-da-america-latina/

FOLHA DE SP. Unicamp supera USP e lidera ranking de universidades da América Latina. 20 de julho de 2017. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2017/07/1902695-unicamp-supera-usp-e-lidera-ranking-de-universidades-da-america-latina.shtml

G1 RIO. Uerj pode fechar as portas por conta de crise financeira. 10 de janeiro de 2017. Disponível em: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/uerj-pode-fechar-as-portas-por-conta-de-crise-financeira.ghtml

CARTA CAMPINAS. Universidades particulares brasileiras estão entre as piores da América Latina.  20 de julho de 2017. Disponível em: http://cartacampinas.com.br/2017/07/universidades-particulares-brasileiras-estao-entre-as-piores-da-america-latina/

Uma consideração sobre “Ranking das Universidades da América Latina 2017”

  1. Um dos aspectos que se pode observar, dente inúmeros, é a proporção de Instituições de Ensino Superior (IES) do Chile. Dentre as 50, é um dos países mais citados, juntamente com o México. São dois países de tamanho territorial e quantidade populacional menores que o Brasil.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s